quarta-feira, julho 13, 2005

Alento

Em tempos de intolerância, convém citar os versos do jornalista Flávio Tavares, que é também escritor e poeta bissexto, notabilizado não só por seus méritos jornalísticos e literários, mas também por ter sido, na juventude, um dos 15 presos políticos libertados em troca do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, seqüestrado em 1969 por militantes de esquerda que se opunham radicalmente à ditadura militar:
“Do que não tive,
não perdi nada.”