quinta-feira, julho 14, 2005

Vida mansa

O filho de um ex-desembargador, já falecido, protagoniza uma separação litigiosa com lances algo inusitados. A pretexto de estar desempregado, ele reivindica uma pensão de R$ 1.500,00 da ex-mulher, a quem legou, de resto, dívidas de cerca de R$ 10 mil no cartão de crédito, cuja titularidade era da separanda, da qual ele figurava como dependente.