quinta-feira, agosto 04, 2005

Gafes

Segundo relato de quem esteve no Palácio Cabanagem, o Clube do Remo, por sua tradição e pelo que representa para o esporte do Pará, merecia coisa bem melhor do que aquela vista nesta quinta-feira, 4, durante sessão especial realizada pela Assembléia Legislativa para homenagear a passagem do centenário do Leão Azul.
A sessão foi pontuada por uma série de gafes. A começar pelo atraso de quase uma hora no seu início.
O deputado Zeca Araújo (PSDB), autor da proposta de realização da sessão, fez um pronunciamento claudicante, repleto de citações irrelevantes e omissões de importantes passagens da vida do clube azulino.
De resto, os oradores incorreram em pelo menos uma omissão, ao citar personagens que marcaram a história do Remo, sem mencionar o empresário Alberto Bendahan, já falecido e que, como presidente, bancava, com o próprio dinheiro, contratações e despesas do clube.