sexta-feira, setembro 30, 2005

Painel

Da coluna "Painel", na edição desta sexta-feira, 30, da "Folha de S. Paulo" (acesso restrito a assinantes do jornal e/ou do UOL, no endereço eletrônico www1.folha.uol.folha.br.fsp/):

Muito à vontade

No primeiro dia da gestão Aldo Rebelo (PC do B-SP), deputados pendurados no Conselho de Ética declaravam ontem para quem quisesse ouvir que agora não há hipótese de seus processos serem concluídos este ano.

Devagar e sempre

Com Aldo, a correlação de forças na Mesa passa a ser de cinco governistas e dois oposicionistas. Cabe a ela ditar o ritmo de remessa dos processos dos deputados ameaçados de degola.

Voto de protesto

Um dos deputados que anularam o voto na eleição para a presidência da Câmara escreveu na cédula: "Lula sabia de tudo".

Salvo-conduto

João Paulo Cunha (PT-SP) anexou à sua defesa na Corregedoria uma declaração em que Delúbio Soares diz ter sido ele quem colocou à disposição do deputado os R$ 50 mil sacados das contas de Marcos Valério. O ex-tesoureiro petista acrescenta que "as fontes não eram do conhecimento" de João Paulo.

Devo, não nego

De José Thomaz Nonô, sobre o resultado na Câmara: "Vou lembrar o velho Darcy Ribeiro: eu não queria estar do lado dos que ganharam. Como vão pagar tantos compromissos?".