terça-feira, setembro 06, 2005

Ultimato a Severino

Em sua edição desta terça-feira, 6, "O Globo" (oglobo.globo.com/jornal/) também publica, sob o título "‘Solicitamos que V. Exa. se afaste", a carta enviada por cinco partidos — PFL, PSDB, PV, PPS e PDT— ao presidente da Câmara, Severino Cavalcanti:

“A Câmara dos Deputados atravessa hoje um dos momentos mais difíceis de sua história. A opinião pública tem, como sabemos, motivos de sobra para estar descontente. Na semana passada, V. Exa. foi profundamente infeliz ao sugerir que o recebimento de dinheiro em caixa dois para fins eleitorais fosse punido de forma mais branda que a compra de votos por meio do esquema conhecido como ‘mensalão’. O Brasil inteiro testemunhou o plenário da Câmara advertir V. Exa. a respeito da necessidade de preservar a competência institucional dos órgãos do Congresso, em especial as comissões parlamentares de inquérito e o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.
“Agora, a imprensa nacional divulga denúncias que ligam V. Exa. a atos de corrupção no âmbito da administração da Câmara dos Deputados, de acordo com matérias publicadas nas últimas edições das revistas ‘Veja’ e ‘Época’. Soma-se a esse fato a postura recentemente adotada por V. Exa. como defensor da versão do PP para o recebimento de recursos por meio do esquema organizado pelo senhor Marcos Valério, hipótese já contestada até mesmo por correligionários de V. Exa.
“Senhor presidente, por diversas vezes V. Exa. dirigiu-se à nação anunciando que agiria na condição de magistrado diante de questões que dividiam a Casa e exigiam especial atenção por parte dos parlamentares. É novamente hora de demonstrar seu compromisso com a imparcialidade. A nenhum magistrado é dado comandar um procedimento no qual possui interesse direto. Em nome do que representa o Parlamento brasileiro, solicitamos à V.Exa. que se afaste da presidência da Câmara dos Deputados até que as denúncias trazidas a público durante o fim de semana sejam apuradas com rigor e isenção.
“Sem essa providência, as investigações estarão comprometidas.”