segunda-feira, outubro 24, 2005

Balanço

De acordo com o ranking de liberdade de imprensa da RSF, Cuba segue no final da lista na América Latina e no Caribe e é a "segunda maior prisão de jornalistas" do mundo, atrás apenas da China. A organização defensora da imprensa considera Coréia do Norte, Eritréia e Turcomenistão como "autênticos buracos negros da informação", por isso ocupam os últimos lugares entre os 167 países, analisados desde setembro de 2004.