segunda-feira, outubro 24, 2005

Direito de resposta é ignorado

Orly Bezerra poderia ter recorrido ao direito de resposta, consagrado na lei, para rebater as supostas ofensas das quais se diz vítima. O que não fez.
Embora não goze de maiores intimidades com a palavra escrita, dinheiro o dono da Griffo certamente tem para contratar um bom redator e encarregá-lo de colocar no papel, em linguagem clara e objetiva, a versão do marketeiro-mor da tucanagem paraense sofre os fatos relatados.
Para quem conhece os métodos do tucanato paraense, e a intolerância com a qual este costuma tratar quem dele discorda, os termos da interpelação permite concluir que estou diante de um simulacro de tiranete de província, que presumivelmente imagina pairar acima do bem e do mal, em função da sua conta bancária e/ou da intimidade que goza dos atuais inquilinos do poder.

1 Comments:

At 4:10 PM, Blogger Aletheios said...

Caro senhor Barata,

tente por favor manter os leitores deste Blog informados do desenrrolar do processo. Infelizmente, no Pará, e particularmente em Belém, o exercício da impremsa é lastimável. Apenas da disputa entre os dois maiores jornais da capital, ambos explicitamente visando fortalecer posicoes políticas concorrentes, a populacao pode ter acesso a doses homeopáticas de informacao e jornalismo investigativo. É por isso que iniciativas como a sua e a do jornalista Lúcio Flávio Pinto, sao da maior importância para que nesse estado se possa pensar e discutir com inteligência, tolerância e nao oprimidos pela sufocante mesquinhês há muito reinante.

 

Postar um comentário

<< Home