domingo, outubro 02, 2005

TCM/Lula Chaves transforma tribunal em feudo familiar

Ex-deputado estadual, o advogado Aloísio Augusto Lopes Chaves, o Lula Chaves, como é mais conhecido o atual conselheiro-presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), certamente é de longe o campeão do nepotismo no Pará, se procedentes as denúncias que o vinculam ao empreguismo de parentes e contraparentes na administração pública. De acordo com fontes do próprio tribunal, com uma arrogante desfaçatez ele teria abrigado no TCM a mulher, as três filhas, três irmãos, um primo, cinco sobrinhos, dois parentes da sua mulher e até o enteado de um dos seus irmãos, em um total de 16 pessoas, todas usufrutuárias de polpudas remunerações. Pelo menos dois dos beneficiários do nepotismo patrocinado por Lula Chaves, acrescentam as denúncias, sequer comparecem ao TCM, a não ser episodicamente.
A prática escancarada do nepotismo confunde-se com a gestão de Lula Chaves à frente do TCM, relata uma fonte do tribunal. E provoca constrangimentos no TCM, caracterizado pelos padrões salariais bem acima da média do mercado, como costuma ocorrer nos tribunais de contas, e por manter quadros técnicos reconhecidamente competentes, com os quais convivem os beneficiários das nomeações políticas que pontuam a história do tribunal. Seja como for, informam relatos do próprio TCM, mesmo diante do histórico de empreguismo que marca o tribunal em suas origens, a escalada do nepotismo na gestão Lula Chaves compromete a credibilidade de uma instância à qual cabe zelar pela responsabilidade fiscal, o que pressupõe, por uma questão de coerência, um mínimo de apreço ao decoro administrativo. E o decoro na administração pública, como bem sabemos, está na contramão do nepotismo, que reduz o serviço público a um desaguadouro dos filhos empobrecidos das boas famílias, assim como dos incompetentes das famílias ricas, que nele encontraram um emprego onde nada fazem.

Os beneficiários

A lista de beneficiários do nepotismo patrocinado por Lula Chaves, segundo as denúncias, seria encabeçada pela própria mulher do conselheiro-presidente do TCM, Analaura Teixeira Chaves. A ela se somariam as três filhas do casal, Gabriela, Rafaela e Manoela, também abrigadas no tribunal. A lista seria ainda engordada por três irmãos de Lula Chaves – Regina Chaves Zumero, Antônio Lopes Chaves e Pedro Lopes Chaves, este coronel da Polícia Militar -, além de um primo, de prenome Paulo. Para viabilizar o nepotismo, Lula Chaves vale-se dos cargos de direção e assessoramento superior, os famosos DAS; ou da cedência, pela qual seus protegidos ficam à disposição do TCM, cedidos pelos órgãos de origem, com ou sem ônus; ou ainda pela prestação de serviços.
O nepotismo patrocinado pelo presidente do TCM também incluiria as novas gerações dos Chaves. Lula Chaves teria introduzido no tribunal os filhos de Regina Chaves Zumero, Camila Chaves Zumero; de Antônio Chaves, Daniel e Ana Paula Chaves; e de Pedro Chaves, Leonardo e Carla Chaves. Até mesmo um enteado de Pedro Chaves, um oficial da PM de sobrenome Nóbrega (que vem a ser neto do coronel reformado da Polícia Militar Eladir Nogueira, ex-deputado estadual), foi devidamente aquinhoado com um emprego por Lula Chaves.
Lula Chaves também teria contemplado, com nomeações para cargos no TCM, um cunhado, Maurício Teixeira, irmão da sua mulher, Analaura Teixeira Chaves, e uma tia desta, dona Nazaré Paes Barreto, dama que é habitué nas colunas de amenidades. Conforme denúncias, Maurício Teixeira, cunhado de Lula, e Antônio Lopes Chaves, irmão, têm uma peculiaridade: muito raramente aparecem no TCM. Ou seja, seriam aquilo que, em bom português, se chama de funcionários fantasmas.

6 Comments:

At 10:10 AM, Blogger lito said...

Parabéns pela denúncia. A coisa não pára por aí. Vc. sabia que cada conselheiro nomeado tem direito a vários cargos no gabinete e, que com a aposentadoria do titular esses servidores permanecem no tribunal enquanto deveriam deixar os cargos junto com o aposentado?
Que há três auditores "interinos" exercendo o cargo de três auditores aposentados, enquanto o TCM já deveria ter aberto concurso público para provimento?
Que o TCM, deve possuir em seu quadro sete auditores, porém oito recebem?
Que o oitavo auditor está envolvido no escandâlo do CEFET apurado pela CGU, gozando de inexplicáveis regalias na Corte?

 
At 1:26 PM, Blogger 23x8 said...

Chamem a polícia!!!

 
At 1:39 PM, Blogger açaí said...

Olhos esbugalhados,injetados
Tanta cana que sorve o malvado
Caráter malino,despudorado
Preside uma corte o safado
Emprega a mulher,a filha,o cunhado
E tantos outros o desavergonhado.
Tudo parente,agregado,afilhado.
Porcaria de tribunal,enlameado.

 
At 11:39 PM, Blogger paroara said...

Açaí! Égua, você está atuado com o Gregório de Matos Guerra!? Brilhante.
Nessa linha te recomendo os sonetos do Glauco Mattoso publicados na Caros Amigos. Valem a pena serem lidos.

 
At 8:15 AM, Blogger açaí said...

Um elogio,que legal!
a remissão ,sensacional
Mattoso de fato é genial
Não o conhecia,foi mal...
Que produção,animal!

Obigado,blogueiro amigo.
de quem há dias levei um pito
riscos de quem é maldito
Um abraço,Paroara,tenho dito

 
At 8:04 AM, Blogger açaí said...

Vejam mais sobre Glauco Mattoso em glaucomattoso.sites.uol.com.br

 

Postar um comentário

<< Home