quarta-feira, dezembro 07, 2005

A prática da verdade

E tanto é assim que as denúncias veiculadas neste blog foram feitas, em sua grande maioria, em primeira mão e com o zelo de quem efetivamente se preocupa em checar a procedência da informação, em uma garimpagem que exige paciência e cuidado, até por conta do princípio universal de que o ônus da prova cabe a quem acusa. Como a prática é o critério da verdade, os fatos falam por si e depõem a meu favor.
O escancarado nepotismo no governo Simão Jatene; o menosprezo à transparência por parte do deputado estadual Arthur Tourinho (PMDB) como presidente do Paysandu; as contradições entre o discurso e a prática do ex-governador Almir Gabriel (PSDB); o acintoso nepotismo patrocinado pelo atual conselheiro-presidente do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios do Pará), Lula Chaves, para citar alguns exemplos, foram devassados ou aprofundados - com exclusividade - pelo Pautalivre.com. Sem que eu tenha sofrido qualquer desmentido, o que é significativo.
Atribuir-me mais que isso, como pretende o internauta que se identifica como Ramiro Santos Segundo, é incorrer em uma cobrança indébita, da qual posso dizer, sem nenhum pudor, que mereço ser poupado. A não ser, é claro, que os questionamentos nesse sentido tenham como combustível a má-fé dos áulicos, levianos por vocação, formação e interesse.