sexta-feira, dezembro 16, 2005

Zente zem-vergonha

Não fosse o Procon no Pará o mais arrematado exemplo de inépcia em matéria de serviço público e certamente o grupo Y.Yamada não permaneceria impune diante da tramóia mediante a qual ludibria os clientes que têm o cartão da empresa.
Sem qualquer consulta prévia, o Y.Yamada impinge unilateralmente o pagamento de uma taxa de proteção, que só deixa de ser cobrada mediante manifestação expressa do cliente.

1 Comments:

At 7:33 PM, Blogger paroara said...

Como um dia alguém genialmente registrou: é o escambau ilustrado!

 

Postar um comentário

<< Home